Boas Vindas 2011

6 jan

Caro Leitor

 

Passamos 02 meses fora do ar, mas durante este período os trabalhos paroquiais caminharam de forma satisfatória. Durante este período muitas foram as atividades que movimentaram a vida e o cotidiano dos paroquianos. A cada nova atividade proposta a certeza de que o projeto de Deus nunca morrerá e que doação da pessoa humana sempre concorrerá para o sucesso das atividades que realizamos em prol da evangelização.

Sempre é bom relembrar alguns momentos que marcaram os últimos meses do ano de 2010 na paróquia:

São José

Na comunidade São José o Festival de Pizza agitou o primeiro fim de semana de Dezembro numa atividade para arrecadar fundos para a reforma da Casa de Formação Dom Bosco.

A comunidade São José recebeu as demais comunidades para celebrarem juntas a Confraternização Anual e trocar presentes, muitos foram os paroquianos presentes que reafirmaram a união entre as pastorais para que possamos viver o espírito de natal, que renova em nós todas as forças para o trabalho comunitário.

 

Catequese

No dia 08 de Dezembro celebramos a iniciação Eucarística de cerca de 40 adolescentes das comunidades São José e Dom Bosco. PE. Mendonça presidiu a celebração. Uma novidade neste ano foi o resgate das vestes brancas para a administração do sacramento. Foi uma celebração bem organizada e com um grau elevado de participação.

No dia 18 de Dezembro a Paróquia recebeu a visita de Dom Mario Antonio da Silva que presidiu a celebração do CRISMA dos jovens do Setor A. O Bispo auxiliar de Manaus proporcionou um momento de profunda reflexão durante a homilia e emocionou os presentes. PE. José Raimundo representou o pároco PE. João Mendonça na celebração do Crisma. Os jovens estavam muito concentrados para este momento e era visível o grau de maturidade com que cada um celebrou este momento de fé.

 

Natal em Família

Após os 2 dias de formação oferecidos para os paroquianos a missão foi sair pelas casas dos comunitários preparando as famílias para o nascimento do Salvador. O Mistério da Encarnação do Filho de Deus foi preparado de forma singular por cada uma das pessoas que conduziram os encontros nas famílias. Foram semanas de encontros do Natal em Família nas diversas comunidades da paróquia e encerramos a preparação no dia 21 de Dezembro com um encontro em cada comunidade, vieram de todos os cantos os fiéis que haviam recebido as visitas dos agentes de pastorais. Muitos foram os alimentos arrecadados para ajudar os mais necessitados a celebrar com mesa farta a Encarnação do Messias – O Filho de Deus.

 

È tempo de pensar e organizar a PASCOM na Paróquia de São José Operário – Aleixo e é com esta certeza que trabalharemos incansavelmente em 2011 para aperfeiçoar nossas informações e ser cada vez mais IGREJA que acolhe, que educa e que prepara para a vida.

Um Bom início de ano a todos os leitores e que nossas comunidades sintam a presença constante do Deus da Vida que tudo manifesta para que encontremos graça diante de sua presença.

 

Iomar Caster

Coordenador Paroquial da PASCOM

Ao Leitor

5 jan

Caro Leitor

 

A partir de amanhã 06.01.2011 iremos iniciar as atividades on-line do BLOG. Você que esperou ancioso por nossas informações terá novamente esta fonte de informação tão importante para divulgar as atividades realizadas em nossa paróquia.

É pelo teu esforço e luta que conseguimos promover todas as atividades mencionadas neste veículo de comunicação no ano de 2010 e com mais garra e ousadia que vamos avançar significativamente em 2011.

Forte Abraço

 

Iomar Caster

Coordenador Paroquial da PASCOM.

3ª Carta Pastoral 2010

5 jan

PARÓQUIA SÃO JOSÉ OPERÁRIO – ALEIXO

Caros paroquianos, irmãos e irmãs em Jesus  Cristo!

Fiquém de pé e levantem a cabeça, porque a libertação está próxima! (Lc 21,28)

Iniciamos o tempo forte do Advento, a espera do nascimento do Senhor. Para nós, católicos, este tempo litúrgico não é de penitencia, mas de ESPERA. A grande espera da celebração do NATAL de Jesus Cristo. Uma mulher grávida, Maria, e com ela toda a Igreja, está grávida do Salvador. Realizaremos também círculos bíblicos em nossas famílias para melhor preparar esta grande festa. Não fique de fora!

Esta é a minha terceira carta. Aproveito a oportunidade para agradecer toda a colaboração recebida dos coordenadores de comunidades, pastorais e movimentos. Quero também agradecer a sua colaboração e participação nos vários eventos promovidos. As canseiras são muitas, mas o prazer de fazer algo em nome do Senhor Jesus nos renova.

No dia 20 de setembro o Senhor chamou para junto de si o caro padre João Batista. Seu último trabalho foi aqui na paróquia. Os desígnios de Deus são sempre misteriosos. Padre Batista descansa em Deus. Partilho com você algumas das muitas atividades que realizamos juntos neste segundo semestre. Deus foi grande e bondoso conosco.

  1. 28 e 29/08: Encontro arquidiocesano da pastoral do Dízimo: Mais de 30 agentes de pastoral participaram do encontro promovido pela arquidiocese Se, por acaso, você ainda não é dizimista colabore conosco. Seja dizimista e Deus fará maravilhas em sua vida.
  2. 05/09: Encontro paroquial de animação litúrgica e música: A liturgia é a ação do povo para louvar a Deus. O canto litúrgico acompanha esta ação. Não é um canto apenas bonito e, muito menos intimista, mas a voz da assembléia litúrgica que se levanta como ação de graças. Todas as comunidades estão empenhadas em organizar equipes de animação litúrgica para melhor servir o povo.
  3. 07/09: Grito dos excluídos: Alguns jovens e eu participamos do grito com o desejo de construir uma sociedade mais justa e realmente independente. Infelizmente ainda são poucas as pessoas que participam. Lembre-se: a omissão é pecado! Engaje-se na difícil tarefa de romper com toda indiferença e mediocridade.
  4. 12/09: Inicio das obras de construção do salão paroquial: Com uma bela iniciativa da comissão que organiza a construção do salão paroquial realizamos um almoço com a participação de muitos paroquianos. Certamente você participou. Agradeço de coração sua ajuda e conto com sua continua colaboração, inclusive no café da manhã e lanche aos domingos.
  5. 12/09: Encontro paroquial dos coroinhas (JIC): Muitos participaram e foi animado.
  6. 19/09: Encontro paroquial dos ministros: Do encontro participaram 37 ministros. No próximo ano realizaremos um período de formação para renovar estes serviços.
  7. 22/09: Reflexão sobre o voto ético: Não poderíamos ficar apenas olhando na TV e nas ruas a triste cena da propaganda política. Por isso resolvemos agir. Organizamos um momento de reflexão com candidatos. Participaram muitos comunitários. Nosso compromisso agora é de acompanhar os eleitos e exigir deles os compromissos assumidos.
  8. 26/09: 1º. Seminário da Cáritas: A Cáritas, caridade, não pode esperar. Nossa paróquia começou desde o dia 26 de setembro o serviço da Cáritas para atender a grande demanda social que nos aflige. Participaram do Seminário uns 50 comunitários. Foi um momento de reflexão, conscientização e de propostas. O atendimento aos mais pobres, aos jovens e as parcerias para favorecer atividades sociais estão sendo programadas para evitar este serviço evangelizador. A sede da Cáritas encontra-se na Rua das Lajes, no. 114 e o nome oficial é CARITAS PAROQUIAL PADRE MIGUEL RUA. O nome é uma justa homenagem ao primeiro sucessor de Dom Bosco que movido pela caridade deu grande contribuição para o trabalho digno de jovens aprendizes. O presidente da Cáritas é o pároco, mas o diretor executivo é o Senhor Manoel Messias. No dia 29/10 tivemos a inauguração da sede com missa e festa.
  9. Visita do padre inspetor Benjamim Morando: No dia 16/10 o inspetor esteve de visita na nossa paróquia. Reuniu o conselho de pastoral paroquial na comunidade Maria Auxiliadora, no dia 19 encontrou a equipe financeira paroquial e presidiu missa na comunidade São José e São Francisco.
  10. Catequese 2011: A Igreja do Brasil está empenhada na renovação da ação catequética. Trata-se do projeto Catequese de iniciação cristã. É uma prática que foi muito forte na Igreja até o século IV. Hoje queremos retornar aos elementos essenciais para melhor preparar os catequistas e os catequizandos. Por tanto, em 2011 nos debruçaremos na preparação dos catequistas e vamos suspender toda preparação para a 1ª Eucaristia e Crisma. Os catequistas precisam passar pelo processo de iniciação para depois realizarem com os catequizandos. Iremos acompanhar as crianças, adolescentes e jovens com outras atividades até que termine a formação dos catequistas. Queremos o melhor porque amamos nossa Igreja e a queremos sempre bela (Ef 5,25-26).
  11. II Congresso Missionário Arquidiocesano: No dia 23/10 tivemos a caminhada missionária e a abertura oficial do II Congresso Missionário com o tem: Igreja de Manaus tua vida é missão. Durante o ano teremos a oportunidade de participar de várias iniciativas.
  12. 20 e 21/11: Assembléia paroquial catequética: 75 pessoas, entre catequistas e coordenadores de comunidades, batismo e liturgia, participaram da Assembléia. O foco foi à iniciação cristã. Tivemos a valiosa assessoria do padre Antônio Lelo. Os tempos exigem uma mudança no jeito de fazer catequese. Nota para a Assembléia. Certamente os frutos serão muitos para todos nós.
    1. 26/11 e 02/12: Capacitação para os círculos bíblicos do Advento: Muitos comunitários participaram do curso. Durante o Advento realizaremos os círculos bíblicos nas ruas. Participe e viva plenamente o NATAL do SENHOR.
    2. Confissões em preparação para o Natal: Procure a comunidade mais próxima.

03 e 16/12 – 19h00: Auxiliadora

07/12 – 19h00: São Francisco

14/12 – 19h00: Aparecida

21/12 – 19h00: Maria Vianney

22 e 23/12 – 19h00: São José

  1. 15. Congresso Missionário Paroquial: Realizaremos durante o ano o Congresso Missionário de 09/01 a 29/10. Aguarde a programação. Participe!
  2. Calendário paroquial: você irá receber o calendário da paróquia para acompanhar todas as atividades.
  3. Dia 17/12 estará em cartaz em todos os cinemas o filme APARECIDA: O MILAGRE. Atores famosos fazem parte do elenco (Murilo Rosa, Maria Fernanda Cândido, Jonatas Faro, Bete Mendes e outros). A direção é de Tizuka Yamasaki. Não perca a oportunidade de ver na telona um verdadeiro milagre que mexeu com a vida de muitas pessoas iguais a você.

Agradeço de coração a você dizimista e a todos os doadores que não cansam de nos ajudar para que o salão paroquial Dom Bosco seja bem edificado. As pastorais e movimentos da comunidade São José estão empenhadas no café da manhã e lanche aos domingos com o objetivo de conseguir mais ajuda para que os trabalhos se intensifiquem. No dia 12/12 faremos um festival de pizza para incrementar mais ainda as ajudas. Participe. Compre sua cartela e concorra a um DVD. O salão estará também à disposição para atividades das demais comunidades, sobretudo para as formações e reuniões.  Desde já FELIZ NATAL E PRÓSPERO ANO NOVO.

Manaus, 08 de dezembro de 2010 – Solenidade Da Imaculada Conceição de Maria.

Inauguração da Cáritas Paroquial

4 nov

No dia 29 de outubro a Paróquia de São José Operário Aleixo comemorou com muita alegria a inauguração da sede da Cáritas Paroquial Pe. Miguel Rua. PE. Mendonça presidiu a celebração que aconteceu na rua das lajes nº 114 com a presença de comunitários e coordenadores das comunidades da paróquia.

Em sua homilia PE. Mendonça destacou que a abertura dos trabalhos na sede da Cáritas Paroquial é “um sonho que se torna realidade”, sonho dele como pároco e de muitas outras lideranças que por muitos anos tentaram sem sucesso iniciar as atividades de assistência aos mais necessitados da comunidade paroquial. O título dado a sede da cáritas paroquial faz referência ao 1º sucessor de Dom Bosco Padre Miguel Rua que neste ano completa o centenário de morte e segundo PE. Mendonça Dom Rua é exemplo de caridade e foi muito corajoso quando assumiu a congregação salesiana. É nesse mesmo extinto de coragem que iniciamos os trabalhos da cáritas na paróquia.

Somos testemunhas vivas da boa obra que Deus inicia através das ações da Cáritas e nosso desejo é que esta obra cresça cada vez mais. Deus quer a obra e nos desafia a realizar esta missão de rezar e atuar na promoção humana através da evangelização. Deus revela seus mistérios e anseios através de sinais e estes sinais foram manifestados de diversas formas desde que retornei a esta paróquia. Hoje iniciamos oficialmente os trabalhos na Cáritas com 1 coordenador administrativo e 8 voluntários colaboradores que atuarão nos trabalhos e oficinas que serão desenvolvidos na comunidade”- afirmou PE. Mendonça.

Ao final da celebração a casa recebeu a benção do PE. Mendonça e a inauguração foi encerrada com um coquetel servido aos presentes. Nas próximas semanas a cáritas estará oferecendo para a comunidade em geral um curso de artesanato e confecção de bio-jóias.

DOUTRINA SOCIAL DA IGREJA E A CARIDADE

29 set

No último dia 26/09 realizamos o 1º. Seminário da Cáritas paroquial padre Miguel Rua. Abaixo a palestra do pároco padre João Mendonça.

O papa Bento XVI afirma que “a caridade é a via mestra da Doutrina Social da Igreja” (Caritas in Veritate, 2). São Vicente de Paulo dizia que a caridade é uma dama e não pode esperar. O próprio Deus se expressa na caridade. Ele é gratuidade. Ao contemplarmos a criação vemos que tudo se origina de um dom maior concedido a todos nós por Deus, porque “Deus é caridade”. Sem isto o amor torna-se vazio e mentiroso (CV, 4). Assim, a caridade é gratidão, fruto de um amor recebido de graça. Numa leitura trinitária podemos dizer que a caridade é gratuidade da parte de Deus Pai que derrama abundantemente sobre nós graças após graças e nos envia o Filho amado. Jesus, então, é este Filho, o amor total e gratuito do Pai, que doa sua vida como gratidão total para que todos tenham vida (Jô 10,10). Desta gratuidade e gratidão, brota o amor do Espírito Santo. Amor redentor que se derrama em nossos corações (Jo 13,1; Rm 5,5). Por conseguinte todos nós somos herdeiros da caridade e convocados a difundi-la no mundo. Deste dinamismo nasce a Doutrina Social da Igreja, ou seja, caridade na verdade.

Neste sentido a caridade é maior que a justiça, porque ama e doa sem reservas. Sou capaz de partilhar movido pela caridade com senso de justiça. Não posso dar ao outro o que não me pertence. Nem posso me apropriar de algo que não é meu para fazer caridade. Por isso amar o outro é desejar que ele desfrute do BEM COMUM (CV, 5). Existe um bem individual que está ligado ao bem social, o de todos nós. Quem trabalha pelo bem comum é justo e caridoso. Quando trabalho pelo bem comum do meu irmão estou justamente cuidando dele. Bento XVI diz na Caritas Veritate, “Ama-se tanto mais eficazmente o próximo, quanto mais se trabalha em prol de um bem comum que dê resposta também às suas necessidades reais” (n. 7). Fechar-se a esta ação comum é mergulhar no mais profundo egoísmo negando, portanto, o valor da caridade e da justiça. Uma sociedade egoísta e consumista como a nossa tende a negar o valor da caridade e do justo desenvolvimento humano.

Em nosso país, Estado, cidade e bairro, ainda paira uma nuvem desta cultura egoísta e consumista:

  1. A fome: São muitos os Lázaros que ficam à margem da porta daqueles que esbanjam fortunas em festas, casas e luxo desenfreado. A fome é fruto de uma “escassez de recursos sociais” (CV, 27). É a sociedade que priva o acesso de todos, sobretudo dos mais pobres à mesa comum. Esta fome está relacionada também a escassez de água. Uma grande contradição em nosso Estado, Vivemos às margens de rios imensos e temos carência de água potável para todos.
  2. O respeito pela vida é outro problema serio em nossos dias. A pobreza provoca altas taxas de mortalidade, sobretudo em regiões mais pobres. É também vergonhoso o controle demográfico na base do aborto legalizado ou clandestino. A ideologia de que a mulher tem direito de decidir se aceita ou não o filho, independente de qualquer valor ético é produto, como muito bem disse o Papa na Inglaterra, “de uma selva de liberdades de autodestruição e arbitrária” que elimina o valor moral e ético da vida do outro para salvaguardar uma liberdade egoísta e consumista.
  3. Nega-se também hoje o verdadeiro sentido da religião e do direito à liberdade religiosa. No Brasil vivemos um momento delicado de um fundamentalismo liberal anticlerical que deseja eliminar o valor da transcendência da vida das novas gerações. Por outro lado, sofremos de um fanatismo religioso que gera intolerância, interpretações personalistas da Bíblia para conseguir benefícios econômicos, curas armadas para convencer e converter, distorções da Palavra de Deus e exploração da emotividade do povo.

A caridade rompe com todo este sistema de injustiça e nos ensina a sermos pessoas de doação. “O ser humano, nos diz Bento XVI, está feito para o dom, que exprime e realiza a sua dimensão de transcendência” (CV, 34). A Cáritas paroquial será o braço social da evangelização na medida em que conjugar subsidiariedade e solidariedade. Com isto quero dizer o seguinte: a subsidiariedade é uma ajuda à pessoa carente de tudo, sempre numa relação emancipativa, nunca de dependência ou assistencialista(CV, 57). Por sua vez, a solidariedade é a partilha, doação de quem dá e de quem recebe. A Cáritas funcionará como a conjugação de ambas fazendo parceiras e gerando iniciativas que ensine a pescar e ao mesmo tempo una forças para que todos trabalhem pelo bem comum. Não haverá verdadeira caridade sem subsidiariedade e solidariedade paroquial e social.

A Doutrina Social da Igreja é tudo isto: a busca do bem comum, da justiça e da verdade. A Cáritas paroquial nasce deste principio. Não criaremos mais uma instituição para distribuir donativos, mesmo que o faremos quando necessário devido nossas urgências sociais, mas ela nasce para ser uma interlocutora com as organizações do bairro, com os políticos, com os comunitários, com as Ongs, com a Igreja Particular de Manaus, para responder com atitude de gratuidade, gratidão e amor, aos apelos dos mais necessitados entre nós.

Jesus ficou horrorizado quando avistou uma grande multidão faminta e cansada e, com um gesto de doação total de si, distribui dois Paes e cinco peixes, recolhendo ainda doze cestos cheios. João Paulo II quando visitou a Nicarágua ficou também perplexo quando viu surgir do meio da multidão oprimida uma faixa que dizia: SANTO PADRE, O POVO PASSA FOME. Hoje em nossa paróquia muitos passam fome: fome de educação, fome de alimento, fome de segurança, fome de água potável, fome de lugar para o lazer sadio, fome de qualificação profissional, fome de oportunidades, fome de habitação, fome de dignidade. A Cáritas paroquial padre Miguel Rua não vai resolver tudo, mas buscará meios para saciar estas fomes.

Uma última palavra sobre o nome padre Miguel Rua. Ele viveu no século dezenove (1830 a 1910). Foi o primeiro sucessor de Dom Bosco. Um homem de grande coragem e ousadia que abriu a Congregação salesiana para a atividade missionária e ação social. Foi durante o seu governo que o Papa Leão XIII publicou a famosa encíclica Rerum Novarum, sobre a questão social. Padre Miguel Rua assumiu os desafios daquele documento papal e inseriu os salesianos no campo social sem reservas. Estamos celebrando neste ano o centenário da sua morte. Como se trata de um bem-aventurado, portanto venerável pela Igreja, cuja memória celebramos dia 29 de outubro, queremos inaugurar focialmente nossa Cáritas com o nome dele e pedir que ele nos ajude a ser o rosto da caridade de Deus no hoje da nossa Ação Evangelizadora. Beato Miguel Rua, rogai por nós!

Pe. João Mendonça, sdb

Encontro com Candidatos realizado na paróquia vira notícia no Jornal A Crítica

23 set

Aconteceu ontem na comunidade São José um encontro reflexivo para discutir sobre as eleições 2010 a luz da cartilha da CNBB sobre o voto ético. Aos poucos o povo foi tomando conta dos bancos da igreja e alguns candidatos chegaram em comitiva para participar do encontro.

Num primeiro momento o Pároco Pe. João Mendonça fez a seguinte indagação: Que país é este? Para onde queremos caminhar? Cada candidato teve um tempo predeterminado para expressar sua opinião. Logo em seguida foi a vez do povo ter direito a voz e fazer os questionamentos e as inquietações que fazem parte do dia a dia da sociedade. Entre os temas discutidos destacamos a questão do aborto, juventude, educação, transporte e Ação social.

O encontro foi bastante produtivo e os candidatos tiveram a oportunidade de expressar suas opiniões e responder os questinamentos feitos pelos participantes dos encontros. A notoriedade do encontro foi tão intensa que o jornal A crítica veiculou hoje na página A-8 um artigo sobre o encontro reflexivo com candidatos  a Deputado Federal e Estadual ocorrido na noite de ontem na Paróquia São José – Aleixo, confira o artigo na íntegra:

“APOIO DA CNBB

COMUNIDADES COBRAM CANDIDATOS EM DEBATE

A Paróquia de São José, no bairro de mesmo nome, na Zona Leste, promoveu ontem à noite um debate com candidatos a deputados federais e estaduais. De acordo com o pároco do local, Pe. João Mendonça, o objetivo não foi abrir espaço para se pedir otos, mas, sim, criar um momento em que, sociedade e aqueles que pretendem representá-la, discutam a importancia do voto para a democracia. ‘Queremos proporcionar um momento de reflexão sobre o voto ético. Essa é nossa grande preocupação hoje’, disse o padre. Foram convidados para o debate: Praciano (PT) e Plínio Valério (DEM), candidatos a deputado federal; e os candidatos a deputado estadual, Armandinho(DEM), Ademar Bandeira(PT), José Ricardo(PT) e Sinésio(PT). De acordo com o pároco, os seis políticos “vivem” na comunidade por isso o convite. Mas todos foram lembrados de que não haeria espaço para pedir votos. “Isso não é um comício. A iniciatia é para a reflexõ, e convidarmos alguns candidatos, sobretudo aqueles que vivem aqui na nossa comunidade, para juntos dialogarmos”, justificou. Das 19h30 às 21h00, os comunitários questionaram os candidatos sobre temas como educação, aborto e transporte. ‘Esse debate é especial porque podemos conhecer aqueles candidatos que realmente têm projetos’, avaliou Nahim Araújo, 27. A zona leste é o maior reduto eleitoral do Amazonas com 213 mil eleitores.

JIC agitou o fim de semana dos coroinhas na paróquia

21 set

As duas últimas semanas têm sido de intensa animação entre os coroinhas da Paróquia São José Operário – Aleixo. O Conac promoveu o 6º JIC (Jogos Inter Coroinhas) no dia 12 de setembro em um sitio no Tarumã. Participaram do evento mais de 100 coroinhas das diversas comunidades paroquiais. O Torneio foi embalado pela disputa sadia e teve direito a banho de piscina. Entre as modalidades disputadas podemos destacar o futebol, o vôlei, jogos de tabuleiro, natação e ping-pong. A cada vitória conquistada para sua comunidade os coroinhas vibravam intensamente com gritos e assobios. Foi um dia de pura diversão e empolgação programado e executado pela coordenação paroquial de coroinhas. O sucesso do evento estava estampado no rosto de cada coroinha. Campeões ou não, ficou o sentimento de dever cumprido.

O Desfile dos campeões que aconteceu sábado dia 18 na comunidade Bom Pastor. Para este dia os representantes de cada comunidade concorreram no concurso de Rei e Rainha do JIC 2010. A festa foi animada e bem prestigiada pelos coroinhas da paróquia. Foram eleitos pelos jurados como REI e RAINHA os representantes do Comunidade Maria Auxiliadora. Um viva a todos os coroinhas que se empenharam na realização deste evento. E que venham os próximos eventos.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.